Prefeituras     Câmaras     Outras Entidades
 
 
 
SEJA BEM VINDO A TRIBUNA ONLINE
GUANAMBI/BAHIA - , 19 de Abril de 2024
 
 
 
ONDE ESTOU: PÁGINA INICIAL > NOTÍCIAS
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

   
 
 

EDITAIS

NOTÍCIAS

 

Caixa lança concurso público para preencher mais de 4 mil vagas de nível médio
O banco também abrirá 50 vagas de nível superior, sendo 28 para médicos do trabalho e outras 22 para engenheiros de segurança do trabalho
Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2024

A Caixa Econômica Federal lançou oficialmente nesta quarta-feira, 21, um concurso público para preencher mais de 4 mil vagas em todo o País, o que inclui cadastro reserva. O edital do concurso será publicado na quinta, 22.

Ao todo, a Caixa abrirá 2.000 vagas para técnico bancário, ou economiários, como são chamados os bancários que entram para funções variadas no dia a dia do banco. Outras 2.000 vagas serão para técnicos em tecnologia. As 4.000 vagas são para nível médio.

O banco também abrirá 50 vagas de nível superior, sendo 28 para médicos do trabalho e outras 22 para engenheiros de segurança do trabalho. O concurso havia sido anunciado a funcionários do banco pelo presidente da Caixa, Carlos Vieira, em janeiro deste ano.

"Com o novo concurso, buscamos fortalecer a rede de atendimento do banco, proporcionando mais eficiência na execução das atividades da Caixa, oportunizando o ingresso de pessoas das mais variadas regiões no mercado de trabalho, gerando emprego e renda", diz Vieira, em nota.

A Fundação Cesgranrio aplicará as provas, cujas datas não foram informadas pela Caixa. Os aprovados serão convocados a partir de agosto deste ano para apresentar documentos e fazer os exames médicos obrigatórios.

Nas carreiras de nível médio, a remuneração inicial é de R$ 3.762, enquanto para as de médico do trabalho é de R$ 11.186, e para as de engenheiro de segurança do trabalho, de R$ 14.915. Há ainda benefícios como assistência à saúde, previdência complementar, auxílio alimentação e refeição, entre outros.

 

FONTE: www.correio24horas.com.br  
 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

   
 
    © 1999-2024 TRIBUNA ONLINE