Prefeituras     Câmaras     Outras Entidades
 
 
 
SEJA BEM VINDO A TRIBUNA ONLINE
GUANAMBI/BAHIA - , 19 de Abril de 2024
 
 
 
ONDE ESTOU: PÁGINA INICIAL > NOTÍCIAS
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

   
 
 

EDITAIS

NOTÍCIAS

 

Secretaria de Saúde de Guanambi orienta população a colaborar com os Agentes de Combate às Endemias no combate ao Aedes Aegypti
Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2024

Secretaria de Saúde de Guanambi orienta população a colaborar com os Agentes de Combate às Endemias no combate ao Aedes Aegypti

Após o período chuvoso, toda a equipe do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Guanambi, focou na intensificação o trabalho preventivo e de combate aos focos do Aedes Aegypti, mosquito causador da Dengue, Zika vírus e febre Chikungunya.

🫱🏻‍🫲🏼 - Colaborar com o trabalho dos ACE´s


O secretário de Saúde Edmilson Júnior salientou da importância da população receber bem e colaborar com o trabalho dos Agentes de Combate às Endemias (ACE), que previnem o surgimento dos focos domésticos de lavas, que podem proliferar o mosquito, como também, o combate ao mesmo.

⚠️ - 75% dos focos estão dentro das residências

Ainda segundo o secretário, o apoio da população é fundamental, pois segundo dados do Ministério da Saúde, 75% dos focos estão dentro das residências. “Os nossos ACE´s, estão devidamente fardados e identificados, recebam bem e colabore com o serviço” frisou.

🦟 - Trabalho de combate e prevenção sendo feito

Ao todo, são 56 Agentes de Combates às Endemias, trabalhando na sede e distritos, realizando visitas domiciliares para o tratamento focal e eliminação de criadouros domésticos do mosquito, a cada 60 dias, seis vezes ao ano. “Além disso, é feito a borrifação, para bloqueio, em áreas de casos notificados. Nas lagoas, tabuas e canais de drenagem, a equipe de zoonoses aplica produtos químicos para eliminar focos do mosquito, realizamos também, a coleta de pneus nas borracharias da cidade, para a correta destinação”, destacou Eugênia Cotrim, diretora do Departamento Municipal de Vigilância Epidemiológica.

 

FONTE: Assessoria de Comunicação  
 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

   
 
    © 1999-2024 TRIBUNA ONLINE