Prefeituras     Câmaras     Outras Entidades
 
 
 
SEJA BEM VINDO A TRIBUNA ONLINE
GUANAMBI/BAHIA - Quarta-Feira, 17 de Abril de 2024
 
 
 
ONDE ESTOU: PÁGINA INICIAL > NOTÍCIAS
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

   
 
 

EDITAIS

NOTÍCIAS

 

Semiárido responde por mais de 70% da produção agropecuária da Bahia
Cerca de 35% dos empregos formais do estado estão na região
Quarta-Feira, 03 de Abril de 2024

O semiárido é responsável por 73,8% da produção agropecuária na Bahia. A região também tem participação de 30,4% no setor industrial e de 40,4% dos serviços no estado. No total, o semiárido tem participação de 39,6% no Produto Interno Bruto (PIB) baiano. Os números são de um levantamento feito pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

De acordo com o economista da SEI, Jadson Santana, os números refletem a divisão das atividades econômicas no estado. A atividade industrial está concentrada em cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS), do extremo-sul baiano e do entorno de Feira de Santana, enquanto a agropecuária está concentrada em cidades da região oeste.

“A distribuição da atividade agropecuária é pulverizada no interior do estado, mas se concentra sobretudo no Oeste, onde há uma alta produtividade de grãos. O único município da região que se enquadra nesse quesito e não faz parte do semiárido é Luiz Eduardo Magalhães. Quando se soma a produção dessas cidades, elas têm uma representatividade maior no setor agrícola do estado”, afirmou.

Outros indicadores apontam que apesar da alta representatividade na agropecuária baiana, o setor representa apenas 19,7% da atividade produtiva dos municípios. O setor com maior índice é o de comércio e serviços com 62,1%, enquanto a indústria representa 18,2%. Além disso, 918 mil empregos formais da Bahia estão no semiárido, representando 35,9% do total.

“O setor de comércio e serviços tem uma infinidade de coisas e atividades diferentes. Está pulverizado em todos os municípios e agrega muita mão de obra. A atividade agropecuária é caracterizada por muitos empregos temporários. Geralmente os empregos ofertados são aqueles voltados a colheita e a um tempo específico de lavoura, sem um vínculo formal”, continuou Jadson.

A taxa de mortalidade infantil é de 14,8 mortes para cada 100 mil habitantes. São 8.875 médicos atuando na região, uma média de 1,2 para cada mil pessoas. 14.810 leitos hospitalares estão disponíveis para a população, média de 2 para cada mil. A cobertura do Programa Saúde da Família atinge 100% do semiárido, com 2647 equipes atuando nos atendimentos.

“Quando comparamos todos esses indicadores com a média da Bahia, vemos que essa região tem dados inferiores que o resto do estado”, finalizou Jadson.

 

FONTE: www.correio24horas.com.br  
 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

   
 
    © 1999-2024 TRIBUNA ONLINE